BLOG

Sebastião Neto

Jornalista formado pela UEPG em 2012, trabalhou como repórter em diversas editorias do Jornal Diário dos Campos e também na equipe de esportes da Rádio CBN Ponta Grossa. Coordenou a assessoria de comunicação da Liga de Futsal dos Campos Gerais e criou o blog FutsalDaqui, especializado na cobertura da modalidade na região. Hoje, trabalha na área de assessoria de imprensa e também como repórter e colunista do Net Esporte Clube.

Publicado em 15/03/18 22:00 atualizado em 15/03/18 22:02

Desafios dentro e fora de quadra

Neste sábado (17), a equipe do Ponta Grossa Futsal terá o seu primeiro encontro com o torcedor da cidade no amistoso contra a APAF, de Paranaguá. Será o primeiro passo de uma longa caminhada em busca não só do acesso para a Chave Ouro do Campeonato Paranaense, mas também para construir um processo de identidade com o público local. Nos últimos 15 anos, seis clubes diferentes representaram a cidade no Estadual, em projetos que duraram, no máximo, seis anos consecutivos.

 

O reflexo desta descontinuidade e até mesmo da falta de tradição de um time na cidade reflete nas arquibancadas do Oscar Pereira: o público nas partidas em Ponta Grossa está diretamente ligado ao resultado da equipe ou da etapa do campeonato naquele momento. Levando exclusivamente o nome da cidade em sua denominação como time, o PGF tem uma oportunidade única para, se fizer um bom trabalho não só dentro de quadra, mas fora dela também, cativar o torcedor ponta-grossense.

 

Mais do que bons resultados, ações para tornar o evento futsal mais atrativo são fundamentais, principalmente neste início de trabalho, com a necessidade de atrair o público ao Oscar Pereira. Bons exemplos no futsal nacional e até em outros esportes não faltam. Cabe a cúpula do Ponta Grossa Futsal pensar nas melhores alternativas e retomar a história de conquistas do esporte tricampeão dos Jogos Abertos do Paraná na década de 90.